sexta-feira, 18 de maio de 2007

Jogos da blogosfera

1. Há o teste político que vi pela primeira vez aqui. Já o fiz duas vezes, e para minha irritação dá-me sempre "green" em primeiro lugar, seguido ou de "social liberal" ou de "communist"... Confesso que há várias perguntas cuja importância classifico como "High" mas onde não consigo decidir se concordo ou discordo, portanto ficam "I am not sure". O que eu queria mesmo era ser anarco-comunista. Talvez à terceira.
2. A escala Warhol proposta pelo Pedro, que já vi retomada nestes dois sítios. Não sei se escritores de teatro contam. E não me esqueço da voz da Jeanne Balibar com quem nervosamente (porque tinha de falar francês, bien sûr) meti conversa em Orléans a propósito do Rivette. Mas celebridade a sério para mim foi em Edimburgo: melhor ainda porque estava como espectador. Tínhamos ido ver o último espectáculo de uma peça no festival internacional, e fomos convidados para a festa em casa do autor. Na peça entrava o actor escocês mais famoso a seguir ao Ewan McGregor, o Billy Boyd de hobbitiana fama. Parece que havia por lá mais halflings, mas num sofá estava sentado um senhor muito louro, todo vestido de branco, descalço e com um gato ao colo. A certa altura o gato vai ter com o Miguel Borges. E o mestre zen pergunta:
- What's your name?
- I'm Miguel.
- Hi, I'm Viggo.
E o Miguel aperta a mão ao Aragorn em pessoa (só que em fase bem menos hirsuta). Foi o meu encontro com Hollywood. Não vou dizer mais nada sobre isto.

5 comentários:

patrícia disse...

anarco-comunista?! zé-nabiça-tudo-vê-tudo-cobiça.

patrícia disse...

"nervosamente porque tinha de falar francês"...que bonito...

mv disse...

aha! eu sou anarco-comunista! bem tentei ser católica-qualquer coisa, mas nem com neo-realismo beato italiano lá vou.

mv disse...

(acabando de ler o post)por segundos pensei que a celebridade de Edimburgo fosse a que disse "foda-se, tá sold out". Mal sabia eu em que meandros te moves. Percebo agora porque querias passar a noite de sábado no café do teatro.

Filipa RR disse...

o viggo é giro que se farta, porra